"Ninguém educa ninguém. ninguem educa
a si mesmo, os homens se educam entre si,
mediatizadas pelo mundo."
Paulo Freire

11/02/2021 16:39 - CAMPANHA FETEMS: Volta às Aulas Presenciais só com Vacina!

A FETEMS Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul, entidade que representa 74 Sindicatos Municipais de Trabalhadores em Educação (SIMTED’s) e mais de 25 mil Trabalhadores em Educação filiados (as) são CONTRA o RETORNO ÀS AULAS PRESENCIAIS, enquanto os(as) TRABALHADORES(as) EM EDUCAÇÃO NÃO FOREM VACINADOS e não houver uma agenda de vacinação de toda a população, o que inclui os estudantes e seus familiares.
 
Isso se justifica diante do quadro da pandemia no Brasil e em Mato Grosso do Sul. Segundo dados do Ministério da Saúde, de 10 de fevereiro de 2021, no Brasil, existem 9.659.167 infectados e 234.850 mortes pela COVID-19. Dados da mesma data, mostram que em Mato Grosso do Sul, são 167.786 infectados e 3.070 mortes e, que, o Estado está na lista “azul” dos Estados com controle da doença, mas, é público e notório que muitos municípios, estão com “bandeira vermelha” e, que, a pandemia não está controlada. 
 
Sabemos que, em caso, do RETORNO PRESENCIAL existe grande dificuldade para manter o distanciamento social, especialmente entre os alunos mais jovens (crianças e adolescentes), que mesmo sem sintomas podem ser transmissores em potencial. Por essa razão, a exposição de professores (as) e funcionários (as) administrativos (as) com a retomada das aulas presenciais, é uma preocupação da categoria, do sindicato, da FETEMS e da CNTE, compartilhada com as famílias, em especial as que convivem com idosos e grupos de risco e, que, em grande maioria, não querem enviar seus filhos para a escola e correr o risco de contrair o vírus. 
 
NÃO NOS NEGAMOS A TRABALHAR. Vamos continuar trabalhando com as aulas remotas. Compreendemos que o trabalho remoto traz grandes desgastes aos trabalhadores (as) e a preocupação em voltar o atendimento escolar presencial.  Entretanto, diante da gravidade da situação, o momento é PRECOCE para retorno às atividades escolares presenciais. Passada a pandemia, será possível reorganizar os calendários escolares, considerando as condições particulares de cada rede, escolas, trabalhadores (as) em educação, estudantes e suas famílias.
 
Defendemos, incluir a vacinação dos trabalhadores(as) em educação, no rol de prioridades, como vem sendo feito por vários países, estados e municípios. 
 
Reafirmamos a nossa posição de RETORNO PRESENCIAL SOMENTE APÓS A VACINAÇÃO, em solidariedade e respeito com todas as pessoas que perderam seus entes queridos para a Covid-19; com os profissionais da saúde que, de forma incansável, estão lutando para salvar vidas; com os trabalhadores (as) em educação que tiveram de se reinventar para continuar seu ofício de ensinar; com os pesquisadores (as) e tantos outros profissionais, que se dedicam a produzir vacinas, que são a única forma de se ter a proteção contra o vírus e cura para essa doença que tem adoecido e tirado a vida de tantos entes queridos. 
 
Direção da FETEMS e 74 SIMTED’s

Assessoria