"Ninguém educa ninguém. ninguem educa
a si mesmo, os homens se educam entre si,
mediatizadas pelo mundo."
Paulo Freire

22/02/2021 14:01 - Carreata percorre bairros de Dourados por vacinação, volta do Auxilio Emergencial e Fora Bolsonaro

Organizada por movimentos sociais, esta segunda carreata percorreu diversos bairros da cidade, indo do Parque do Lago até a Prefeitura Municipal.

Aconteceu neste domingo (21), a II Carreata em protesto ao Governo Federal em Dourados. O movimento é nacional e faz parte de uma agenda reivindicações pelo retorno do Auxilio Emergencial, pelo direito à vacinação de toda a população e pelo impeachment do Presidente Jair Bolsonaro. 
O Comitê de Defesa Popular, fórum de entidades sindicais e movimentos sociais com mais de 40 anos de atuação na região, organizou a manifestação em parceria com a FETEMS, o SIMTED, a ADUEMS, a ADUF Dourados, o ANDES-SN, o SINASEFE MS e outras entidades. Os mais de 8km de percurso, com direito à Trio Elétrico, incluíram diversos bairros, como: Jardim Climax, Vila Cachoeirinha, Água Boa e Izidro Pedroso.
Lideranças se revezaram no microfone do Trio para dialogar com a população que circulava nas ruas. A professora e militante Gleice Jane, o professor e presidente do SIMTED, Thiago Coelho, a professora e Secretária de Comunicação da FETEMS, Deumeires Morais e o Coordenador do Comitê de Defesa Popular, Franklin Schmalz, destacaram as pautas do movimento e denunciaram as políticas do governo. 
Para além de responsabilizar o governo pela irresponsabilidade na gestão da crise sanitária, também destacaram o aumento dos preços dos alimentos e dos combustíveis, incluindo aí o encarecimento da Cesta Básica, do Gás de Cozinha e da gasolina. O movimento sindical também ressaltou a necessidade de garantir vacinação para os professionais da educação, para somente após isso, estabelecer o retorno das aulas presenciais com segurança para os profissionais, os alunos e suas famílias.
A primeira carreata, realizada em 31 de janeiro, surpreendeu pela adesão de mais de 100 veículos. Já nesta segunda edição, os organizadores avaliam como positiva a reação da população que acompanhou das calçadas e das casas manifestando, na maioria das vezes, apoio ao movimento. Segundo o Coordenador do Comitê de Defesa Popular, Franklin Schmalz, esse apoio é um reflexo do descontentamento popular com as políticas do governo, desde a irresponsabilidade com a pandemia até a alta nos preços de alimentos e combustíveis.
“A vida está mais difícil, a compra do mês cada vez mais cara, o desemprego em alta e junto a isso uma série de medidas que pretendem retirar ainda mais direitos da população, como a Reforma Administrativa que vai enfraquecer os serviços públicos, como a saúde e a educação. Além disso, a população está percebendo que o Governo Bolsonaro é uma fraude, tanto pela incompetência e por governar contra o povo, quanto pela velha política do “toma lá dá cá” e os escândalos de corrupção em que está envolvido,” afirma.

Comitê de Defesa Popular de Dourados

Fotos: Rafael de Abreu/ ADUF Dourados

 

 

Comitê de Defesa Popular de Dourados