"Ninguém educa ninguém. ninguem educa
a si mesmo, os homens se educam entre si,
mediatizadas pelo mundo."
Paulo Freire

04/06/2020 10:14 - Congelamento de salário dos servidores: veja o que pensam as candidatas à presidência do SIMTED de Amambai

Na próxima quinta-feira (4), filiados ao Sindicato Municipal dos Trabalhadores em Educação Básica (SIMTED) de Amambai escolhem a diretoria que comandará os trabalhos da instituição pelos próximos três anos.
As duas chapas concorrentes ao pleito são formadas por profissionais da educação filiados ao sindicato e que colocaram seus nomes à disposição como forma de contribuir para o fortalecimento da democracia e da educação do município de Amambai.
Uma das chapas, a Chapa 1, é encabeçada pela professora Erli Fernandes e tem na vice-presidência, a professora Nídia Peixer. Ambas são licenciadas em Português com habilitação em espanhol e a chapa recebe o nome de “União, Força e Trabalho, em Defesa da Educação”.
Já a Chapa 2, é denominada “Juntos Somos mais Fortes, na Luta pela Educação” e é formada pelas professoras Rozana Fernandes e Antônia Andréia de Almeida Gomes. Rozana é graduada em Letras – Espanhol e Antônia Andréia em Pedagogia e Biologia.
**Posicionamento das chapas**
Ambas candidatas à presidência concordam que o momento atual é desfavorável para os servidores públicos, que como contrapartida ao projeto de auxílio aos estados e municípios, terão seus salários congelados até 31 de dezembro de 2021.
Além disso foi enviado pelo Executivo Estadual e aprovado pelos deputados, um projeto de lei que aumenta de 11% para 14% a contribuição previdenciária dos servidores.
A candidata da Chapa 1, Erli Fernandes, diz acreditar profundamente na luta da classe trabalhadora em prol da manutenção e de avanços nos direitos dos profissionais da Educação.
“No momento, apesar dos manifestos nas redes sociais, nossos aposentados estão sendo duramente penalizados com a alíquota de 14% de previdência em cima de todo o seu salário, a aprovação foi, é e será para todos nós uma grande perda de direitos adquiridos e desvalorização da classe. (...) Da mesma forma, estaremos lutando juntos contra o congelamento dos salários e em prol da aprovação do novo FUNDEB de forma permanente. Acredito na luta sindical, tenho uma longa jornada na educação, são vinte e nove anos como professora, já estive na função de coordenadora pedagógica e diretora, sempre me colocando a serviço da comunidade. Não existe conquista sem lutas”, frisou.
Concorrendo à presidência do SIMTED pela Chapa 2, Rozana Fernandes, é defensora das mobilizações como forma de luta.
“A Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul (FETEMS) está tentando minimizar o mal e colocar uma emenda par que os profissionais que ganhem menos não sejam prejudicados. Nós enquanto sindicato, se não fosse época de pandemia, poderíamos fazer uma pressão como passeata, carreata, greve, enfim... Mas infelizmente não podemos fazer isso agora, o momento não nos proporciona essas manifestações. O que nos resta é a manifestação virtual, pressionando os deputados com mensagens”, disse.
**Votação**
Segundo a presidente da comissão eleitoral, Gilnei Chaves, pode votar o sócio que tiver ingressado no sindicato 90 dias antes da eleição. O filiado também precisa estar quites com a tesouraria.
Para esta eleição, estão aptos a voto 348 filiados ao SIMTED entre professores e servidores administrativos.
A votação acontece das 8h às 11h e das 13h às 17h na sede do SIMTED, localizada na rua Cassiano Marcelo, nº para os profissionais da área urbana do município.
Já para os profissionais da educação residentes nas aldeias do município, a votação acontece nas unidades escolares dentro das aldeias.
A votação acontece das 8h às 11h e das 13h às 17h.
 
 

Assessoria SIMTED