"Ninguém educa ninguém. ninguem educa
a si mesmo, os homens se educam entre si,
mediatizadas pelo mundo."
Paulo Freire

05/10/2018 14:23 - FETEMS lança campanha do Outubro Rosa

O outubro é o mês do Outubro Rosa, movimento que vem ganhando força a cada ano, e a FETEMS (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul) também participa dessa luta que é de todos e todas.
O grande objetivo do Outubro Rosa é levar conscientização sobre a prevenção e chamar a atenção das pessoas para uma das doenças que mais mata as mulheres: o câncer de mama.

É um tipo de alerta para que elas façam exames periódicos, para facilitar o diagnóstico precoce e aumentar as chances de cura.
O câncer de mama é o mais comum entre as mulheres em todo o mundo. É raro, porém, entre os homens, apenas 1% são acometidos com a doença.

Normalmente a doença é diagnosticada em exames de rotina quando se percebe um nódulo na região dos seios. Entretanto, muitas vezes, os nódulos não podem ser sentidos, sendo, portanto, fundamental a realização de exames de imagem. O exame de mamografia é o principal exame realizado para diagnóstico e deve ser feito por mulheres entre 40 e 69 anos de idade.

Segundo dados do Ministério da Saúde e do Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (INCA), o câncer de mama é uma doença que responde por 28% dos novos casos anuais de câncer no Brasil, estimadas 59.700 ocorrências em todo país.

A Assessoria de Comunicação do Hospital do Câncer de Campo Grande Alfredo Abrão informou que, em Mato Grosso do Sul (2018/2019), foram diagnósticados 830 casos novos.

O câncer de mama é uma doença formada pela multiplicação de células anormais na mama que dão origem ao tumor. Quando é detectado no início as chances de cura, correspondem até 95%. 

Anualmente, várias atividades são realizadas com o objetivo de compartilhar informações sobre o câncer de mama, promover a conscientização sobre a doença, proporcionar maior acesso aos serviços de diagnóstico e de tratamento, além de contribuir para a redução da mortalidade. A prevenção é fundamental para a descoberta precoce, o tratamento adequado e cura da doença

A Presidenta em exercício da FETEMS, Sueli Veiga falou sobre a importância do Outubro Rosa, “o movimento é de suma importância e ajuda estimular a detecção precoce do Câncer de Mama e conscientizar a população e as mulheres acerca da prevenção e do diagnóstico da doença. Além disso, também contribui para a desmistificação do Câncer de Mama, pois quanto mais falamos, mais sabemos lidar e mais encontramos apoio”, ressaltou.

Como surgiu o movimento?

O movimento Outubro, que surgiu nos anos 90 na primeira Corrida pela Cura, realizada em Nova York (EUA), ganhou âmbito mundial, tendo diversos monumentos ganhando a cor rosa associada à luta e cura da doença.

Como ela chegou ao Brasil?

O primeiro vestígio da campanha Outubro Rosa em terras brasileiras foi no ano de 2002. O Mausoléu do Soldado Constitucionalista, também conhecido como Obelisco do Ibirapuera, localizado em São Paulo, ficou iluminado de rosa durante o mês.
Essa iniciativa partiu de um grupo de mulheres que queriam trazer o movimento para o Brasil e se uniram a uma empresa europeia de cosméticos.
Na terceira semana de maio de 2008, em comemoração ao dia das mães, foi iluminada de rosa a Fortaleza da Barra, em São Paulo, para lembrar às mulheres sobre a prevenção do câncer de mama.

Em outubro do mesmo ano, diversos locais tiveram os seus monumentos coloridos por uma luz rosa. Foi o caso, por exemplo, do símbolo mais conhecido do Rio de Janeiro: a estátua do Cristo Redentor.
 

Assessoria