"Ninguém educa ninguém. ninguem educa
a si mesmo, os homens se educam entre si,
mediatizadas pelo mundo."
Paulo Freire

11/10/2018 10:31 - FETEMS parabeniza Mato Grosso do Sul pelos 41 anos

A FETEMS (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul) parabeniza o Estado do Mato Grosso do Sul pelos 41 anos de divisão.  Foi no dia 11 de outubro de 1977 que o presidente Ernesto Geisel assinou a Lei Complementar nº 31 dividindo Mato Grosso e criando o estado de Mato Grosso do Sul.

O Presidente da FETEMS, Professor Jaime Teixeira relembra que a FETEMS, na época FEPROSUL, foi criada há menos de dois anos, após a divisão de  Mato Grosso do Sul.

“Na década de 1970, nasce junto com o Mato Grosso, um movimento sindical da vanguarda, organizado pelos(as) professores(as) que lecionavam na rede pública de ensino do novo estado de Mato Grosso do Sul.  Era o princípio e um ideal, que se transformou em lutas, que se transformaram em direitos e conquistas. Parabéns à Mato Grosso do Sul pela sua contribuição no desenvolvimento do país!".

Mato Grosso do Sul é rico em transportes, com linhas férreas (Ferronorte e Estrada de Ferro Noroeste do Brasil, com funcionamento, hoje, hipertrofiado. O uso atual da ferrovia é modesto frente ao que se pretende com a TransAmericana, portos no rio Paraguai, aeroportos de nível nacional e internacional, além das rodovias. Os principais acessos são feitos pelas vias BR-163; BR-267, BR-060 e BR-262. A economia é voltada para a agricultura, pecuária e extração vegetal e mineral.

 Mato Grosso do Sul é o Estado que possui o maior aglomerado de indústrias da Região Centro-Oeste (setor secundário), tendo destaque na produção de fios elétricos, cimento, curtume, cereais, além de ser grande produtor mundial de ferro, com a jazida do monte Urucum, em Corumbá, sendo também forte produtor de manganês, calcário, mármore e estanho.

 “A data da divisão de Mato Grosso do Sul é um marco de independência para nosso estado. A criação desse novo Estado foi o meio mais adequado para acelerar o desenvolvimento econômico e social”, enfatizou a Vice Presidenta da FETEMS, Sueli Veiga!
 

Assessoria