"Ninguém educa ninguém. ninguem educa
a si mesmo, os homens se educam entre si,
mediatizadas pelo mundo."
Paulo Freire

03/07/2018 17:38 - Mais de 600 Trabalhadores/as Administrativos em Educação ocupam a Assembleia Legislativa reivindicando a Incorporação do Abono em Regime de Urgência

A FETEMS (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul) e os/as trabalhadores/as Administrativos em Educação de Mato Grosso do Sul, dos 74 SIMTED’s afiliados realizaram na manhã desta terça-feira, 3, uma grande mobilização, no Plenário Júlio Maia, da Assembleia Legislativa.
A categoria já tinha se reunido na Casa de Leis na semana passada, onde cobraram dos deputados estaduais para que o Governo do Estado cumpra o acordo firmado em abril deste ano para a Incorporação do Abono nas remunerações que seria R$ 100 em outubro/2018 e os outros R$ 100 em abril de 2019. Os/as trabalhadores/as reivindicaram também o apoio dos deputados para votarem o projeto de lei.
Para a Presidenta em exercício da FETEMS, Sueli Veiga "Mais uma vez os/as Trabalhadores/as Administrativos em Educação demonstraram força e unidade para cobrar seus direitos, como já fizeram este ano, no mês de abril. Nós esperamos um resultado positivo das reuniões realizadas".
A mobilização de hoje, contou com a presença de 600 Profissionais em Educação onde reivindicaram aos deputados que pudessem intervir junto ao Governo do Estado para agilizar o encaminhamento do Projeto de Lei para a Assembleia Legislativa ainda esta semana e, que seja votado em Regime de Urgência. Os deputados estaduais sensibilizados com a mobilização e argumentação da categoria, interromperam por 15 minutos a sessão e se reuniram com a direção da FETEMS.
"A mobilização  foi muito importante porque garantiu o envolvimento dos deputados na busca de solução para o impasse com o Governo sobre o Projeto de Incorporação do Abono", enfatizou a Presidenta em exercício da FETEMS, 
Sueli Veiga.
Durante a reunião foi criada uma comissão composta pelos líderes dos partidos e diretores da FETEMS. Ao fim da sessão a Comissão se reuniu com o Chefe da Casa Civil, Eduardo Riedel e a Procuradora Geral do estado, Drª Ana Carolina Gacia e disseram que ainda hoje estariam encaminhando para a FETEMS uma proposta de negociação.
No período vespertino, a FETEMS realizou uma Assembleia com os/as Trabalhadores/as Administrativos em Educação onde votaram por unanimidade permanecerem em Campo Grande, mobilizados até o encaminhamento e a apresentação da nova proposta do Governo.
O Projeto de Lei tem que ser encaminhado à Assembleia até o dia 07 de julho, devido ao processo do ano eleitoral que restringe a votação após essa data. Os 24 deputados se comprometeram a votarem a favor do Projeto de Lei da Incorporação do Abono, por considerarem que a categoria possui o mais baixo salário dentre os servidores públicos do estado, que inclusive tem como salário inicial de carreira R$ 854,12 (a baixo do salário mínimo).

 

Assessoria