Em Paranaíba FETEMS debate reformas do Governo Temer com a classe trabalhadora

O SIMTED de Paranaíba foi o local escolhido para a realização de um amplo debate sobre os efeitos drásticos das reformas do Governo Temer na vida dos trabalhadores brasileiros, a atividade faz parte de 12 Seminários Regionais que a FETEMS (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul) está realizando para alertar a sociedade sobre a perda de direitos. O momento aconteceu na noite desta terça-feira (4) e contou com a presença de estudantes, professores, administrativos em educação e trabalhadores de diversas categorias de toda a região.

Em sua fala o presidente da FETEMS, Roberto Magno Botareli Cesar, alertou os trabalhadores que o desmonte da previdência e todas as reformas propostas por Temer possuem um só intuito. “Um Brasil de poucos, com privilégios para a classe trabalhadora, um país que forma seus alunos em um ensino técnico, como propõe a reforma do ensino médio, que serão mão de obra barata para um mercado terceirizado, como propõe a lei da terceirização e por fim com pessoas que irão trabalhar até o fim das suas vidas, sem direito ao descanso merecido, já que terão que contribuir 49 anos para aposentar integralmente, isso quer dizer que para parar de trabalhar aos 65 anos, tal da idade mínima, terão que ter suas carteiras assinadas aos 16 anos de idade”, disse.

Segundo a secretária de políticas sociais da FETEMS, Iara Gutierrez, o debate em todo o interior do Estado tem sido importantíssimo, pois as pessoas se tornam multiplicadoras do debate que fizemos. “Os seminários estão sendo uma peça chave da nossa luta contra os retrocessos do Governo Temer, pois a maioria das pessoas tem acesso a TV aberta e a pouquíssima informação real do que está acontecendo no país, já que os grandes veículos possuem seus interesses publicitários e seu projeto de poder, que com certeza não é o da classe trabalhadora”, ressalta.

De acordo com o presidente do Simted de Paranaíba, Sebastião Serafim Garcia, disse que a atividade traz para, além de conhecimento, força para a luta. “Com certeza quem veio hoje entendeu a fundo o tema, vai falar nos seus locais de trabalho e é dessa maneira que as pessoas vão entender que todos serão atingidos, os trabalhadores do campo e da cidade, estão com seus dias de direitos contados e é só a luta que pode mudar essa realidade”, conclui.

Os Simted's de Cassilândia, Aparecida do Taboado e Chapadão do Sul participaram da atividade. 

Karina Vilas Boas - FETEMS

VEJA TAMBÉM

ESTADUAL

Governo cria Comissão pa...

O governo do PSDB avança na terceirização da Educação publicando Resoluçã...

ESTADUAL

Administrativos da Educa...

Os Administrativos da Educação vão paralisar as atividades por 24 horas.

ESTADUAL

Por valorização, Admini...

A concentração será dia 20 de setembro, a partir das 09 horas, na Assembleia...