A educação pública de Mato Grosso do Sul vai parar no dia 28 e aderir à Greve Nacional

Na última quarta-feira (19) a FETEMS (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul), entidade representativa de mais de 25 mil profissionais da educação de MS, deliberou em uma de suas instâncias, o Conselho de Presidentes, com representantes de seus 73 sindicatos filiados, que irá aderir à Greve Nacional convocada pelas centrais sindicais brasileiras, no próximo dia 28 de Abril. Portanto a educação pública de MS paralisará suas atividades neste dia e irá somar a diversas outras categorias na luta contra as reformas da previdência e a trabalhista.

De acordo com o presidente da FETEMS, Roberto Magno Botareli Cesar, o momento é de luta e mobilização. “Se não formos para as ruas, se não ocuparmos os espaços de debate, iremos entregar direitos históricos, conquistados com muito suor da nossa luta. O Brasil de hoje e de amanhã está correndo sérios riscos de não ver seu povo se aposentar, de voltar ao estado de miséria de anos atrás e nós não podemos ficar de braços cruzados, por isso a educação de MS vai somar na luta contra os retrocessos do Governo Temer”, disse.

A FETEMS irá realizar um grande ato público nas ruas de Campo Grande, a concentração está marcada para às 8h, do dia 28, na Praça Ary Coelho e no período da tarde haverá uma Audiência Pública chamada “Não às Reformas”, na Assembleia Legislativa, uma proposição do deputado estadual, Amarildo Cruz.

A audiência pública terá como palestrante o representante da CUT Nacional, Ariovaldo Camargo, o procurador do Ministério do Trabalhado de Mato Grosso do Sul, Paulo Douglas e a representante do Instituto Brasileiro de Direito Previdenciário, Elenice Hass de Oliveira. 

Karina Vilas Boas - FETEMS

VEJA TAMBÉM

NACIONAL

A educação pública de...

Na luta por direitos e contra os retrocessos!

NACIONAL

Reforma trabalhista: ente...

Proposta revoga 18 pontos da CLT e prevê terceirização, flexibilização da j...

NACIONAL

Aprovação de urgência...

Para o presidente da Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabal...