Vice-presidenta da FETEMS participa do Coletivo Nacional de Formação da CUT

A professora Sueli Veiga Melo, vice-presidenta da FETEMS(Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul), Secretaria Adjunta de Formação da CUT(Central Única dos Trabalhadores) e Coordeandora Geral da Escola Centro-Oeste de Formação da CUT-Apolônio de Carvalho, participa até esta quinta-feira(8), do CONAFOR 2017 - Coletivo Nacional de Formação da CUT. O coletivo tem o papel de debater, avaliar, definir estratégias e encaminhar a Política Nacional de Formação da CUT.


O evento acontece em Recife(PE), e reúne representantes da direção executiva da Central Única dos Trabalhadores (CUT), das escolas sindicais, secretarias estaduais de Formação e secretarias nacionais de Formação dos Ramos da CUT.

  
O coletivo  avalia as atividades dos programas de formação de dirigentes: Formação de formadores; formação em negociação coletiva; formação em desenvolvimento, políticas públicas, direitos humanos e ação regional. Avalia também  o programa formigueiro: um programa de formação sobre cidadania junto com os movimentos sociais. Além disso, o programa de formação em organização e representação sindical de base, o ORSB. Programa  desenvolvido pelas CUTs  estaduais.

 

“A avaliação geral é de que os programas estão atendendo às necessidades de formação sindical, de mobilização e de organização da nossa central”, pontua a professora, Sueli Veiga.

 

Ela ressalta que durante o evento acontece o planejamento de futuras ações da formação sindical. “De forma que atenda às necessidades da CUT, da classe trabalhadora e da conjuntura atual. Dentre eles, um novo curso que é o Formação e Sindicalismo, que é uma formação de dirigentes mais aprofundada, que será realizada em cada região, de oito módulos, junto com o DIEESE, que terá validade como pós-graduação ou especialização. Um novo programa de formação com a juventude e um de formação em cultura e comunicação. Além destes, outras ações formativas”, explica.

 

Outro ponto de destaque durante o evento foi o debate sobre o financiamento da formação sindical, diante do atual cenário de redução de número de filiados, de flexibilização da legislação trabalhista e do fim do imposto sindical.
 

“Foram três dias de muitos debates, reflexões, de definição de estratégias, envolvimento, mística, energia positiva e encaminhamentos para Política Nacional de Formação da CUT. Saímos Cada vez mais firmes e mais fortes na formação e na luta sindical”, afirma, Sueli Veiga.

Durante o evento foi feita uma homenagem a  Margarida Alves, trabalhadora rural, assassinada em casa, em 1983, na luta pela terra.Um cenário, em formato de uma casa da área rural, de certa forma, marcou a onipresença da mulher guerreira, Paraibana, que tinha como lema:"Melhor morrer na luta que morrer de fome".  
 

Azael Júnior - FETEMS

VEJA TAMBÉM

ESTADUAL

FETEMS conclama trabalhad...

A atividade acontece a partir das 8horas, na Praça Ari Coelho, Centro de Campo...

NACIONAL

Dados de remuneraç...

A CNTE vem a público manifestar a sua contrariedade quanto à metodologia utili...

NACIONAL

SINTED de Três Lagoas re...

O objetivo foi debater assuntos como: instruções desde o início do plantio de...