FETEMS é solidária aos acadêmicos de Educação do Campo que ocuparam reitoria da UFGD

A FETEMS(Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul) foi à Dourados nesta terça-feira(8), para prestar solidariedade aos estudantes do curso de licenciatura em Educação do Campo, da UFGD (Universidade Federal da Grande Dourados).

Os acadêmicos, ocuparam na manhã de segunda feira(7), o prédio em que funciona a Reitoria da universidade. Eles protestam pela não abertura do processo seletivo do curso nesse semestre, reivindicam um ônibus para participação no Encontro Nacional das Licenciaturas em Educação do Campo em Brasília(DF), e custeio para permanência dos acadêmicos em Dourados para a etapa universidade que acontece duas vezes por semestre com a duração de 12 dias.

O curso atualmente conta com 205 acadêmicos vindos de comunidades ribeirinhas e de assentamentos de reforma agrária nos municípios de Corumbá, Sidrolândia,Terenos, Nioaque, Jardim, Guia Lopes da Laguna, Campo Grande, Nova Alvorada do Sul, Rio Brilhante, Dourados, Nova Andradina, Vicentina e Itaquirai.

 
“Essa ação faz parte de uma estratégia para extinguir a possibilidade de uma Educação voltada para o Campo, respeitando todas as suas peculiaridades, das condições de trabalho e dos trabalhadores rurais, do uso e preparo do solo, da agroecologia, da agricultura familiar. Essa é mais uma ação do Governo Federal para retirar direitos dos trabalhadores, neste caso especificamente um direto fundamental que é o da Educação”, avalia a vice-presidenta da FETEMS, professora Sueli Veiga Melo.

Para a secretária de comunicação da FETEMS, professora Deumeires Morais, a Federação é solidária aos estudantes e pela manutenção do Curso. “A escola voltada para educadores do campo enfatiza a verdadeira sustentabilidade e a integração do homem com seu território original.  Foram anos de luta para quebrar paradigmas e mudar a visão de escola rural para escola do campo. Não podemos permitir que esse direito seja retirado dos estudantes, futuros educadores e educadoras especializados para a Educação no Campo”, pontuou.
 

Azael Júnior - FETEMS

VEJA TAMBÉM

NACIONAL

Professores sentem a...

A perda de direitos trabalhistas deve aflorar um cenário já desfavorável aos...

NACIONAL

Vice-presidenta da FETEMS...

A vice-presidenta da FETEMS e Secretaria Nacional Adjunta de Formação da CUT,...

ESTADUAL

FETEMS foi à região nor...

A FETEMS esteve nos municípios de Sonora, Rio Verde, Pedro Gomes e Coxim, nesta...