Grito dos Excluídos reúne mais de mil pessoas em Campo Grande

Esse ano, com o mote “Por direitos e democracia a luta é todo dia”, o Grito dos Excluídos marcou presença mais uma vez ao fim do desfile cívico de 7 de Setembro, na rua 14 de Julho, em Campo Grande, reunindo mais de mil pessoas. Nesse momento em que o governo golpista de Temer retira os direitos dos trabalhadores e trabalhadoras, a FETEMS (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul) manifestou contra o Golpe do governo Temer, contra as Reformas da Previdência, Trabalhista, Fiscal, contra a Terceirização e contra o decreto do Governo Azambuja que proíbe acesso e manifestações no Parque dos Poderes.

Desde 1995, o Grito dos Excluídos denúncia a estrutura opressiva e excludente da sociedade e do sistema neoliberal, fatores que, de acordo com a definição do ato, negam a vida e impedem a população de sonhar.

O Grito dos Excluídos foi organizado pela FETEMS, Centrais Sindicais, entidades sindicais, movimentos sociais Fórum dos Servidores Públicos Estadual, Frente Brasil Popular, Fonasef, LGBT, MST, Movimento Indígena, Conselho do Povo Terena, Movimento dos Ciclistas, Movimento dos Portadores de Necessidades Especiais, MCLRA,  CNBB; CDDH Marçal de Souza, Igreja Anglicana,  CIMI; UISG (União Internacional das Superiores Gerais), CEBI (Centro Ecumênicos de Estudos Bíblicos), IJK (Instituto de Juventude KBÇA), entre outros.

 

Assessoria

VEJA TAMBÉM

MUNICIPAL

Prefeitura prorroga prazo...

Já os alunos novos deverão fazer a pré-matrícula a partir de 1º de dezembro...

NACIONAL

FETEMS participa de ato e...

A FETEMS (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul) par...

ESTADUAL

FETEMS é contra o fecham...

FETEMS é contra o fechamento de escolas nos municípios de Mato Grosso do Sul