"Ninguém educa ninguém. ninguem educa
a si mesmo, os homens se educam entre si,
mediatizadas pelo mundo."
Paulo Freire

07/05/2018 17:58 - Presidente da FETEMS, Jaime Teixeira participa de assembleia dos/as Profissionais em Educação, no SIMTED de Ponta Porã

Hoje, dia 07 de maio, o SIMTED de Ponta Porã realizou assembleia geral com os/as Profissionais em Educação para repassar que o prefeito Hélio Peluffo (PSDB) não quer pagar o Piso Nacional e ofereceu apenas 3% linear para todos/as os/as funcionários/as municipais e sem o retroativo.
“O prefeito não quis negociar com o SIMTED e disse que o reajuste será de 3% e que vai mandar para a Câmara em regime de urgência e os vereadores vão votar a favor dos 3%. O prefeito Helio se recusou em escutar o nosso sindicato”, pontuou o Presidente do SIMTED de Ponta Porã, Edvaldo Vieira.
“Se pegarmos hoje o portal da transparência podemos observar que o dinheiro para pagar o Piso Nacional tem, basta o prefeito Helio saber redirecionar corretamente e pagar”, disse o Presidente do SIMTED de Ponta Porã, Edvaldo Vieira.
“Os prefeitos têm que respeitar a Lei do Piso, carreira e a formação dos/as Profissionais em Educação. As prefeituras que não cumprirem, a FETEMS acionará todas juridicamente com fizemos no ano passado. Temos 25% do FUNDEB, que só pode usado para pagamento dos/as professores/as e os 40% para manutenção e pagamento dos/as Trabalhadores/as Administrativos em Educação. Verba tem, basta querer pagar”, disse o presidente dá FETEMS, Jaime Teixeira.
“O problema é que existem convocações desnecessárias, projetos que devem ser avaliados sobre sua eficácia e centenas de convênios”, enfatizou Jaime Teixeira, presidente da FETEMS.
Em votação, os/as Profissionais em Educação de Ponta Porã não aceitaram a proposta de 3% do prefeito Helio e deliberaram greve geral.
Estiveram presentes na assembleia os vereadores Paulo Roberto (PT), Otaviano Cardoso (PSDB) e Farid Afif (MDB).

Assessoria