"Ninguém educa ninguém. ninguem educa
a si mesmo, os homens se educam entre si,
mediatizadas pelo mundo."
Paulo Freire

22/06/2020 08:15 - Semana do Orgulho e Resistência terá programação variada para a população LGBTQI+

Para tentar minimizar os impactos negativos do isolamento , denunciar os desmontes e celebrar o ORGULHO de ser LGBTQI+, cerca de 26 organizações nacionais realizarão a SEMANA DO ORGULHO E RESISTENCIA LGBTQI+, no período de 23 a 28 de junho de 2020. A programação transmitida pela internet reunirá debates políticos, atrações culturais, projeções pelo brasil, agenda de atividades dos estados e o lançamento do Conselho Nacional Popular LGBTI que seguira realizando outros debates e ações de resistência após seu lançamento, numa tentativa de reunir organizações LGBTI e apoiadores contra os desmontes do governo Bolsonaro.
 
A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) é uma das entidades organizadoras deste evento. No dia 25 de junho, às 10h30, o secretário de funcionários/as da educação da CNTE, Zezinho Prado, vai participar da live "LGBTI+ e o mundo do trabalho", que faz parte dessa programação. O debate também será transmitido na página da CNTE no Facebook (fb.com/cntebrasil).
 
A Semana ocorre durante o mês que faz referência à revolta de Stonewall, ocorrida em Nova York, no dia 28 de junho de 1969, quando um grupo de LGBTQI+ resolveu enfrentar a frequente violência policial sofrida por esta população. As entidades envidam esforços e ações efetivas em defesa da vida, Democracia, por Direitos, Orgulho e Resistência. A programação com início no dia 23 de junho, com webinários temáticos e segue com projeções em prédios, Marcha Virtual (twittaço nas redes) e culmina com atrações culturais e o lançamento do Conselho Popular Nacional LGBTI+, no dia 28/6.
 
O Brasil é considerado o campeão em crimes contra a população LGBTQI+ e em especial a população transgênera a violência neste primeiro quadrimestre aumentou 58% em relação ao mesmo período do ano passado, segundo dados da ANTRA. Enquanto o Legislativo e o Executivo se omitem em aprovar leis e consolidar uma política de Estado na garantia dos direitos desta população, o Supremo Tribunal Federal, como guardião da Constituição Cidadã de 1988, vem na vanguarda, reconhecendo a omissão do Legislativo e do Executivo, equiparando o crime contra LGBTI ao racismo, e, mais recentemente, derrubando a restrição de doação de sangue por esta população.
 
O que? Semana do Orgulho e Resistência LGBTQI+
Quando? 23 a 28 de junho de 2020
Onde? http://fb.com/ConselhoPopularLGBTI
Que horas? Manhã/Tarde/Noite (mais detalhes na programação abaixo)
 
ORGANIZAÇÃO:
 
ABEH, ABGLT, ABL, ABRAI, ANTRA, ARTGAY, ARTJOVEM LGBT, CANDACES, REDE LÉSBI BRASIL, CFP, CMP, CNTE, CUT, FONATRANS, LBL, LEVANTE POPULAR DA JUVENTUDE, MÃES PELA DIVERSIDADE, MST, OAB, REDE AFRO LGBT, REDE GAY BRASIL, REDE SAPATÁ, UBES E UNE.
 
APOIO: COLETIVO BISIBILIDADE, DISTRITO DRAG, SSEX BOXXY, MÍDIA NINJA, JORNALISTAS LIVRES E RENFA
 
PROGRAMAÇÃO:
 
23 DE JUNHO
 
• TRANSGENERIDADES PARA ALÉM DA BINARIEDADE - 10:30H/12:00H
 
• HISTORIA DO ORGULHO LGBTI+ - 15:00H/16:30H
 
24 DE JUNHO
 
• SAUDE LGBTI+, SEXUALIDADE E ENVELHECIMENTO SAUDAVEL - 10:30H/12:10H
 
• DESAFIOS E A RESISTÊNCIA DA JUVENTUDE LGBTI+ - 14:00H/15:45H
 
• ORGULHO E RESISTÊNCIA LGBTI+ E O AVANÇO DO CONSERVADORISMO NAS AMÉRICAS - 18:00H/19:45H
 
25 DE JUNHO
 
• LGBTI+ E O MUNDO DO TRABALHO - 10:30H/12:10H
 
• RESISTÊNCIA BISSEXUAL E LÉSBICA, E O FEMINISMO CONTRA O NEOFASCISMO - 15:00H/16:45H
 
26 DE JUNHO
 
• LGBTI+ DIREITO A CIDADE, TERRITORIO E A DIVERSIDADE- 10:30H/12:15H
 
• FESTIVAL TRAVESTILIZANDO - 13:00H/20:30H – INSTAGRAM @ANTRA.OFICIAL
 
27 DE JUNHO
 
• O PAPEL DO ESTADO NA GARANTIA DE DIREITOS DA POPULAÇÃO LGBTI+ - 10:30H/12:10H
 
• NEGRITUDE EM EVIDÊNCIA E RESISTÊNCIA - 14:30H/16:00H
 
• PROJEÇÃO MAPEADA – 21:00H/22:00H
 
28 DE JUNHO
 
• TUITAÇO – 15:00H/16:00H
 
• LANÇAMENTO DO CONSELHO NACIONAL POPULAR LGBTI+ - 16:00H/17:00H
 
• ATO CULTURAL – 17:00H/20:00H
 
As atividades serão transmitidas a partir do facebook do Conselho Nacional LGBTI+ e retransmitidas por páginas parceiras.
 
(Com informações da página do Conselho Nacional Popular LGBTI+)
 
 

CNTE