"Ninguém educa ninguém. ninguem educa
a si mesmo, os homens se educam entre si,
mediatizadas pelo mundo."
Paulo Freire

11/03/2019 14:41 - SIMTED de Aparecida do Taboado: SOS Taboado veste preto em protesto na Ponte Rodoferroviária contra emissário no Rio Paraná

A comissão SOS Paraná realizou no dia 03 de março, uma manifestação pacífica na Ponte Rodoferroviária contra a instalação de um emissário de esgoto às margens do Rio Paraná, há 200 metros de área de balneário, concluído pela Sanesul na semana passada.
O grupo, composto por aparecidenses e moradores de municípios do noroeste paulista, se concentrou do lado de Mato Grosso do Sul na ponte e aproveitou para alertar e convidar os motoristas para a audiência pública que vai discutir o assunto no dia 19 de março, no Centro Cultural, em Aparecida do Taboado.
Segundo a fisioterapeuta Anaí Monteiro Marques, que representa os rancheiros de Santa Fé do Sul, o grupo vestiu preto “para simbolizar o luto pela morte do Rio Paraná”. Ela, que faz parte da comissão SOS Paraná, é uma das integrantes que mais tem atuado na região, buscando apoio de autoridades políticas e representantes de classes, a fim de protestar contra a obra.
O presidente do SIMTED de Aparecida do Taboado, Ronilson Machado, que também preside a comissão SOS Paraná, informou que até dia 19 o grupo deve realizar outras ações, como panfletagem em escolas e avenidas, adesivagem de veículo, anúncios em carros de som e na imprensa regional para sensibilizar as autoridades e convidar a população e interessados para a audiência.
Esta luta se arrasta há pelo menos 6 anos quando a Sanesul deu entrada nas licenças ambientais para início da obra de ampliação da ETE – Estação de Tratamento de Esgoto (que inclui o emissário), com investimentos de R$ 6 milhões. A empresa garante que o descarte do esgoto é feito de forma apropriada e somente após o tratamento adequado. Em nota, informou que “diariamente são feitas análises técnicas nos laboratórios da Sanesul que comprovam a eficácia de todo o processo”.
A manifestação começou às 9h e foi encerrada às 12h, contando com o apoio de forças policiais. Participaram dezenas de pessoas de vários setores da sociedade civil organizada.

Camila Helem